AFDM_BOTAO_CABECALHO.jpg

____

 

Campanha Setembro Amarelo

Você não está sozinho!

 

 

Entramos em um mês muito importante de prevenção ao suicídio, o setembro amarelo que desde de 2014 é organizado pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) juntamente com o Conselho Federal de Medicina e vem ganhando força em todo território nacional, conscientizando as pessoas do quanto é importante realizar ações para ajudar aqueles que estejam precisando de apoio.

É triste saber que os índices de suicídio no Brasil crescem a cada ano, passam de 13 mil por ano levando em conta somente os casos notificados, ou seja, esse número pode ser muito maior. Dados que estão relacionados na maioria das vezes aos jovens, e em 96,8% dos casos estão ligados ao algum transtorno mental, depressão, bipolaridade ou substâncias ilícitas.  

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) estima-se que a cada 40 segundos uma pessoa morre por suicídio no mundo.  Existem muitos dados que comprovam o quanto precisamos estar atentos a essas pessoas que muitas vezes não demostram aparentemente estarem precisando de ajuda, mas no fundo precisam muito.

 

O que é o suicídio?  

Podemos caracterizar como suicídio o ato de tentar contra a própria vida, cuja a principal intenção seja a morte de forma consciente e totalmente intencional. Geralmente das pessoas que cometem o suicídio, estima-se que pelo menos 50% já tentaram previamente até conseguirem de fato.  

O Brasil é o oitavo país em número de suicídios no mundo e não podemos deixar de analisar com muita cautela essa posição, pois são registrados somente os casos notificados e subnotificados, conforme comentado anteriormente. Além de que cada suicídio causa impactado na vida de pelo menos seis outras pessoas.

Jovens

Por mais que seja evidente o quanto a nova geração está cada vez mais conectada no mundo digital e com acesso rápido a informações, há um abismo entre o virtual e a realidade.  

O suicídio é a terceira causa de morte entre os jovens de 15 a 29 anos, esse é um número muito expressivo que amplia necessidade de maior atenção principalmente a essa faixa etária. Muitas vezes estar em frente a uma câmera, celular, tablet, notebook horas e horas por dia não significa que esteja tudo bem, muito pelo contrário, é necessário ainda mais atenção.

Estudos mostram que a maioria dos jovens que tentam contra a própria vida, estão passando por algum grau de depressão ou sofrem de algum transtorno mental.

 

Drogas e Transtornos Psiquiátricos

As drogas também podem estar relacionadas com o número de suicídios, pois muitas vezes causam um estado de adrenalina que podemos chamar de impulso para que o ato seja iniciado. Em alguns casos quando socorridos imediatamente ainda existe uma chance de salvar a pessoa dependendo da gravidade, porém não é sempre que isso é possível.

Os transtornos psiquiátricos são parte da vida da maioria das pessoas que tentam suicídio, são transtornos que não foram tratados previamente, ou seja, não foram enfrentados da maneira correta na infância ou adolescência, ou que ainda fazem parte da vida da pessoa causando depressão, alcoolismo, bipolaridade, esquizofrenia, abuso de drogas e inúmeros outros problemas que consequentemente as levarão ao suicídio se não tratados adequadamente.

 

Desamparo

Falta de acolhimento, desespero, solidão, tristeza, esses são alguns dos sentimentos que podem causar suicídio. É preciso um olhar cuidadoso, isso pode estar acontecendo dentro da sua casa e sem ao menos você perceber, existem pessoas que conseguem “disfarçar” muito bem seus sentimentos tornando mais difícil a percepção de outra pessoa para o que está realmente acontecendo.  

Então vale lembrar que, a qualquer sinal de comportamento incomum, de isolamento, tristeza, afastamento, fique atento é preciso amparo, estar presente e conversar de maneira calma, muitas pessoas precisam apenas de uma boa conversa para se sentirem melhor, mas infelizmente não é sempre assim e muitas vezes a ajuda de um profissional é essencial.

 

 

mulher-com-guarda-chuva.jpeg

Você não está sozinho

Para você que está se sente afastado, sozinho e sem ânimo para realizar atividades procure ajuda de um profissional, tente se abrir com alguém que você confia ou se preferir procure ajuda no número abaixo:

 

Ligue 188  

O telefone está disponível para todas aquelas pessoas que precisam de orientação, apoio emocional ou ajuda profissional.

 

 

AFDM LONDRINA

Você não está sozinho! Todos pela vida!

 

 

call-circle.png
mail-circle.png
local-circle.png
time-circle.png

43 3327-5858

43 3327-1460

ouvidoria@hospitalvida.org.br

Av. Universo, 92 - Jd. Shangri-lá

Rua Castro ALves, 747 - Jd. Shangri-lá

Londrina - Paraná

Seg à Sex:  8h-18h

Sáb: 8h-12h

____

 

Envie uma mensagem

____

 

Visite nossos hospitais

MAPA.jpg